Câmara Federal concede título de Capital Nacional do Inhame a Alfredo Chaves

O município de Alfredo Chaves está perto de conquistar oficialmente o título de Capital Nacional do Inhame. Na última semana, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de Lei 6809/17, do deputado federal Lelo Coimbra (MDB), que concede o título de Capital Nacional do Inhame ao município de Alfredo Chaves. O texto, aprovado em caráter conclusivo, segue para aprovação do Senado.

O que motivou o deputado a apresentar o projeto foi o fato de o Inhame São Bento ser uma espécie única, identificada pelo agricultor e diretor executivo da Associação de Produtores de Inhame São Bento do Espírito Santo (Apisbes), Jandir Gratieri, a partir de 1989. A espécie é um hibrido natural entre o inhame chinês e o inhame-do-brejo.

O primeiro cultivo do inhame genuinamente capixaba foi registrado no Registro Nacional de Cultivares, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em 2008, pelo Incaper e denominado São Bento, em virtude do local onde foi selecionado o tubérculo. O inhame São Bento é uma raiz tuberosa com produtividade 30% superior às variedades tradicionais cultivadas no Espírito Santo.

Por apresentar plantas vigorosas e rizomas de excelente aspecto, o inhame São Bento tem um potencial comercial muito grande, atendendo às exigências dos consumidores. Sua produtividade média alcança 20 toneladas por hectare, sendo cultivado em diversas altitudes, o que resulta em diversas safras ao longo do ano, emprestando ao cultivo destaque no cenário nacional para o Espírito Santo.

O produto é uma das principais fontes de renda para 600 famílias do distrito de São Bento de Urânia, em Alfredo Chaves. O município é o maior produtor de inhame do País, com uma safra de 50 mil toneladas por ano.

A concessão do título de Capital Nacional do Inhame confere ao município um reconhecimento pelo destaque no cultivo do inhame. Isso fortalece a cadeia produtiva, atrai investimentos e incentiva o turismo local.