Mulher é acusade de matar o marido com golpes de faca em Afonso Cláudio

Uma discussão entre marido e esposa acabou em tragédia na noite deste sábado (13) no Bairro Bela Vista em Afonso Cláudio, região serrana do Estado. De acordo com a polícia, durante ingestão de bebidas alcoólicas o diarista Denilson Antônio Viana, o Zói de Boi, foi atingido no peito com golpes de faca e morreu na sala de sua casa.

A acusada da autoria da facada, Valdirene Dias, foi presa pela polícia reservada e encaminhada à delegacia de polícia de Venda Nova do Imigrante. A mãe da acusada, dona Luzia Maria Dias, foi levada ao Hospital São Vicente de Paulo, onde recebeu a notícia. As amigas e vizinhas de dona Luzia receavam que ela pudesse passar mal ao saber da notícia, por conta de sua debilidade.

Segundo testemunha, que prefere não se identificar, o casal fazia uso de bebidas quando ocorreu o desentendimento. Uma amiga da família, que reside em um bairro próximo, confirmou que ambos faziam uso de remédios controlados, e relatou também, que a mistura do álcool com os medicamentos pode ter sido o motivo da discussão que acabou em morte.

De acordo com a amiga da acusada, Érica do Carmo, Valdirene Dias deixou o emprego de doméstica por conta de seus problemas. “Ela fazia uso de medicamentos fortes e recentemente chegou surtar aqui no bairro. Outra coisa que é bom esclarecer é que, segundo testemunhas, ele estava com um facão na mão na hora do crime,” disse a amiga Érica.

Os moradores ouvidos pela polícia, foram unânimes em afirmar que os dois bebiam mas não tinha histórico de violência dentro de casa. “Acreditamos que realmente a mistura de álcool com a bebida pode ter sido a causa de tudo. Denilson Viana era um cara na dele, tranquilo. Ela é batalhadora e conhecida como uma boa pessoa aqui no bairro”, contou um morador.

A família da acusada juntou todos os remédios e receitas e contrataram um advogado para acompanhá-la até à delegacia de Venda Nova do Imigrante. No local do crime, a equipe do sargento Clério, que apoiou a polícia reservada, aguardava a chegada da perícia, que saiu de Venda Nova do Imigrante. Existia dúvida quanto ao número de facadas que vitimou Denilson.