Secont compartilha boas práticas em transparência pública e combate à corrupção

As boas práticas do Estado em transparência pública e combate à corrupção continuam ganhando o Brasil. Nesta última terça-feira (18), o controlador-geral de Petrópolis (RJ), Fábio Ferreira, e o diretor de Tecnologia da Informação do município, Luis Claudio Hammes Abreu, realizaram uma visita técnica à Secretaria de Estado de Controle e Transparência (Secont), com o objetivo de conhecer a experiência capixaba na área.

Pela manhã os gestores foram recebidos pela equipe da Subsecretaria da Transparência. A subsecretária Mirian Porto do Sacramento, o coordenador de Transparência Pública, Fabricio Massariol, e o auditor Fabiano Louzada apresentaram as etapas de planejamento e implementação do Portal da Transparência do Estado, detalhando o trabalho contínuo de incorporação de novas funcionalidades à ferramenta.

Fabricio Massariol explicou que 90% dos dados disponibilizados no Portal são imputados automaticamente, por meio de sistema eletrônico, o que diminui o risco de erros. Além disso, o site foi pensado para oferecer uma linguagem de fácil entendimento e com visual amigável, mas sem deixar de lado a qualificação do conteúdo.

“O Portal da Transparência foi elaborado para atender a três tipos de perfis de uso: o cidadão comum, o profissional especializado e o meio acadêmico. Por isso as informações são oferecidas em camadas, que vão se aprofundando de acordo com a necessidade do usuário”, ressaltou o coordenador de Transparência Pública.

A Secont também apresentou o funcionamento do robô Maila (Monitoramento Automático de Informações de Livre Acesso), um sistema que monitora consultas disponíveis no Portal da Transparência a partir de uma leitura automática dos dados e alerta sobre a existência de informações com inconsistências. O robô, desenvolvido pela equipe da Secretaria, proporciona monitoramento contínuo e garante maior confiabilidade das informações para os usuários.

Os gestores de Petrópolis também visitaram o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado (Prodest), para trocar informações sobre o desenvolvimento dos sistemas utilizados para alimentar o Portal da Transparência.

No final da tarde, foram recebidos pelo secretário de Estado de Controle e Transparência, Edmar Camata, que falou sobre os resultados da experiência pioneira do Estado na aplicação da Lei Anticorrupção, com a responsabilização, no âmbito administrativo, de empresas acusadas de fraudar licitações.