Braçais cortam matos às proximidades da antiga estação ferroviária em Marechal Floriano

A partir de hoje (17), os visitantes de Marechal Floriano, que pretendem fotografar os familiares sobre a linha férrea, na parte posterior da antiga estação ferroviária, atual Casa Cultural Clara Luíza Hulle Pereira, estão liberados para as lembranças de Marechal Floriano.

Braçais cortam matos às proximidades da antiga estação ferroviária em Marechal FlorianoUma equipe de trabalhadores braçais de uma empreiteira, munidos de enxadas e outros equipamentos, realiza o corte dos matos na parte da linha férrea já desativada pela empresa que detinha o transporte ferroviário entre Cachoeiro do itapemirim e no bairro Paul, em Vila Velha.

O grande objetivo do corte dos matos é proceder a limpeza total da antiga “linha do trem”, como o local era identificado pelos moradores, para que os turistas possam usufruir de espaços para fazerem as suas imagens sobre a linha, servindo de lembranças para o futuro.

O secretário de Obras e Serviços Urbanos, Antônio Malini, disse que a ferrovia está abandonada, mas o seu setor sempre consegue desviar funcionários para a limpeza na linha do trem. “O local é cheio de dificuldades devido a grande quantidade de britas de tamanho superior, mas daremos um jeito de capinar tudo”.