Na semana da árvore, mutirão fará plantio de mudas em todo Brasil

As queimadas sem precedentes na Floresta Amazônica deram o alerta: é necessário preservar as florestas para reduzir drasticamente o excesso de dióxido de carbono na atmosfera e conter o aquecimento global. A melhor tática é plantar árvores.

E na semana da árvore (21 de setembro é Dia da Árvore) acontece em 41 municípios do Espírito Santo e outros 14 estados brasileiros o Plantio Brasil – Mutirão Nacional de Plantio de Árvores, de 16 a 22 de setembro.

O projeto, que surgiu em Santa Teresa-ES, inclui a entrega de mudas para as pessoas que queiram participar do mutirão. A ideia partiu de uma conversa entre o “homem que plantou meio milhão de árvores”, o ambientalista Nilton Broseguini, e o advogado ambientalista Carlos Humberto de Oliveira.

“A princípio pensamos em realizar um mutirão de plantio apenas em Santa Teresa. Começamos a convidar algumas pessoas. Depois amigos de outras cidades ficaram sabendo e nos ligaram falando que iam fazer em suas localidades também. A conversa foi se espalhando e hoje o mutirão está em vários estados”, disse Carlos.

A previsão é de mais de 1000 mudas para plantio na Doce Terra dos Colibris, mas deve chegar a 2 mil, de acordo com Broseguini. As mudas são nativas de espécies como cedro, imbiriba, jacarandá, orelha-de-macaco, pau-Brasil, ingá, entre outras.

Cada participante vai postar fotos do antes e depois do plantio no facebook.com/PlantioBrasil. As inscrições para esta semana estão encerradas, no entanto o mutirão nacional será realizado durante todo o ano. Novas inscrições a partir de 2 de outubro. Informações pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

No Estado o Mutirão é organizado pela Transparência Ambiental, Movimento Nacional de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável do Espírito Santo (ODS-ES) e Programa Reflorestar e da Associação dos Engenheiros Florestais do Espírito Santo (Aefes) e tem apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, CREA-ES e os Ifes de vários municípios.