Meninos e meninas desportistas ocupam campos de areia em Marechal Floriano

Futebol, vôlei e basquete são os esportes preferidos da meninada de Marechal Floriano que atua durante todo o ano com o apoio da Diretoria de Esportes de Marechal Floriano. Mas no fim do ano, época de descanso dos coordenadores, a meninada resolve sozinha o "problema" promovendo as tradicionais "peladas".

E neste fim de semana – 28 e 29 de dezembro – não foi diferente: os meninos e meninas aficionados aos esportes ocuparam os campinhos de areia localizados entre a Rodovia BR-262 e a Avenida Arthur Haese, Vila das Orquídeas, próximo do centro de Marechal Floriano.

Meninos e meninas desportistas ocupam campinhos de areia em Marechal Floriano 2Para o morador do Bairro Santa Rita, Wilson Corrêa, que acompanhou neste domingo a neta Isabele Correa, 12 anos, estudante da Escola Emílio Oscar Hulle, que adora jogar futebol de areia no local onde essa prática esportiva é desenvolvida, mas, segundo ele, deveria ter também uma réplica dos campinhos no bairro onde reside. “Aqui é bom demais, mas se fosse perto de casa, seria extraordinário”, disse.

A adolescente Franciele Montenegro, 16 anos, passou parte da tarde jogando futebol de areia ao lado de outras meninas e meninos e saiu à tarde para casa já cansada. “O domingo foi bem proveitoso com muita correria nesse campinho de areia, pena que não há mais outros para nos ofertar mais espaços no bairro onde residimos”, solicitou.

O menino Cristiano Oliveira, 15 anos, também saiu satisfeito do campinho de areia, embora cansado e com a camisa colada de suor. “Corri muito, fiz gols e estou satisfeito com a passagem deste domingo e retornaremos no feriadão para jogar mais bola”, afirmou.

O comerciário Victor Coimbra, morador desta cidade opinou positivamente para os campinhos de areia, informando que há muitos anos os frequenta, e possui o gosto e, sobretudo muita satisfação em retornar para bater uma bola sempre que houver disponibilidade. “Neste fim de semana mesmo estarei lá para ver se há uma vaga na peladinha”, sorriu.

Frank Motoboy