Hospital Padre Máximo em Venda Nova do Imigrante ganha nove leitos de UTI

O Hospital Padre Máximo, em Venda Nova do Imigrante, passou a contar com nove novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Esses leitos vão atender pacientes clínicos do Sistema Único de Saúde (SUS) da Região Serrana e de outras regiões, reguladas pela Central Estadual de Regulação de Internação e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que necessitam de cuidados intensivos.

O valor investido na abertura desses leitos foi de R$ 1.569.676,03 para estruturação do espaço. Além do investimento para a abertura dos novos leitos de UTI, o hospital também recebeu da Secretaria de Estado de Saúde uma transferência de recursos financeiros no total de R$ 160 mil, para compra de equipamentos e mobiliários para a unidade hospitalar, de acordo com o Termo de Fomento nº 9003/2019, publicado nesta quarta-feira (17), no Diário Oficial o Espírito Santo.

Esse valor foi dividido da seguinte forma: R$ 83.345,00 para aquisição de mobiliários para a UTI; R$ 42.084,90 para compra de computadores para as áreas de callcenter, recepção, Serviço de Arquivo Médicos e Estatísticas (SAME), pronto-socorro, lavanderia e sala de prescrição médica; e R$ 34.570,09 para uma central de ar-condicionado para a sala de pré-parto, sala de classificação de risco, sala de gesso, consultórios médicos, sala de endoscopia, almoxarifados, armazenamento de medicamentos, SAME, recepção e salas de observação do pronto-socorro.

NOVA RUA – Outra novidade para os usuários do hospital é que está sendo concluída uma nova rua, para simplificar o acesso ao hospital. Ela tem início na Avenida Pedro Minete (Beira-Rio), em frente à sede da Pastoral da Saúde. Uma ponte foi construída sobre o Rio Viçosa e conecta a nova via à Beira-Rio.

As obras já estão em fase de conclusão da primeira etapa. “Em primeiro momento, aplicaremos saibro, mas nossa intenção é fazer o calçamento também. Tudo está sendo feito com recursos próprios”, informou o secretário de Obras e Infraestrutura Urbana, Gilmar Dela Costa.

Outro problema que vai ser amenizado, ou até resolvido, é a falta de vagas para estacionamento. Uma área para estacionar cerca de 60 veículos também está em fase de construção e será entregue juntamente com a ponte e a nova rua. A previsão é concluir a primeira etapa das obras até o fim de agosto. O trabalho completo, incluindo a pavimentação, está previsto para o início de 2020.

Frank Motoboy