Piscicultura em alta no Estado: atividade contribui com a diversificação e a geração de renda

A piscicultura desponta como excelente alternativa de diversificação de renda em vários municípios capixabas. E para capacitar os agricultores interessados na atividade, o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) promoveu eventos técnicos em Colatina e Domingos Martins.

“Foi muito bom, os produtores gostaram. Tivemos excursões de Cariacica, da Serra e de Linhares para Domingos Martins. Contamos muito com a participação dos colegas do Incaper levando os produtores de outros municípios, já que os eventos são regionais”, disse Lucimary Ferri, responsável pelas atividades.

O Dia Especial em Piscicultura em Domingos Martins e em Colatina foi realizado pelo Incaper, Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), Fundagres, Instituto Federal de Educação do Espírito Santo (Ifes), Prefeitura de Domingos Martins, Prefeitura de Colatina, Sindicato Rural e Sebrae.

Domingos Martins

Cerca de 110 pessoas participaram do Dia Especial em Piscicultura realizado em Domingos Martins. Na capacitação, foram discutidos temas relacionados a toda a cadeia produtiva, como: regularização de tanques de peixe, licenciamento ambiental, produção e beneficiamento.

Durante o evento, houve relato da experiência do produtor Flávio Wruck, além de palestras sobre o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), licenciamento ambiental, custos de produção do filé de tilápia e sobre a importância da aeração no aumento da produtividade. Os participantes ainda visitaram uma agroindústria e puderam ver de perto as vantagens do beneficiamento da tilápia.

A estimativa é de que o município de Domingos Martins tenha 250 produtores de tilápia. “A quantidade de agricultores envolvidos na atividade e a demanda são grandes. Esse evento vem atender a um anseio de esclarecer questões relacionadas principalmente à questão ambiental. Também inserimos a questão da agroindústria, pois a atividade oferece uma boa oportunidade de agregar valor, além de ser uma alternativa de renda muito boa para os pequenos produtores”, disse o coordenador do Escritório Local de Desenvolvimento Rural (ELDR) do Incaper em Domingos Martins, Raoni Ludovino Sá.

Colatina

A aquaponia, criação de peixes associada ao cultivo de hortaliças, foi o foco do Dia Especial em Piscicultura realizado em Colatina. O evento reuniu cerca de 100 participantes. A técnica começou a ser implantada recentemente no município e permite economizar até 90% de água em relação à agricultura convencional.

Além da palestra apresentando os conceitos teóricos relacionados à atividade, houve palestra também sobre os sistemas residenciais e comerciais de aquaponia com o Dr. Paulo Carneiro, da Embrapa Tabuleiros Costeiros. Além disso, foi realizada uma demonstração do método de montagem de um sistema de aquaponia.

“O evento atraiu produtores de vários municípios, com palestras esclarecedoras e a parte prática usando a estrutura do Ifes de Itapina. O objetivo foi cumprido: é uma tecnologia nova que está sendo difundida, não precisa ser grande produtor. Até no terraço de casa consegue se fazer aquaponia”, disse Anderson Rosa Marim, coordenador do Escritório Local de Desenvolvimento Rural (ELDR) do Incaper em Colatina.

Sobre a piscicultura

O Incaper auxilia os produtores a dominar as tecnologias de produção, orientando-os no que se refere à utilização de tanques rede (gaiolas) ou tanques escavados, por exemplo. Além disso, o Instituto presta assistência no que se refere às técnicas de filetagem e ajuda na comercialização por meio dos programas de governo. Entre as espécies de água doce, a tilápia é mais cultivada no Espírito Santo, pois possui um desenvolvimento bastante acelerado e excelente aceitação no mercado.