Gestão sustentável da água é tema de encontro na Seag

A Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), realizou, nesta quarta-feira (16), um encontro com 17 instituições ligadas direta e indiretamente ao sistema da agricultura no Espírito Santo. A reunião aconteceu na sede da Secretaria, em Vitória.

A pedido do Centro de Desenvolvimento Tecnológico do Café (Cetcaf) a reunião teve como objetivo principal discutir novas alternativas para reservação, recarga e o uso consciente da água.

Foram discutidos temas como priorização na gestão de água nas bacias hidrográficas, análise na concessão de outorgas para o uso dos recursos hídricos, barragens, linhas de crédito acessíveis que possibilitem ao agricultor o aumento da reserva de água em suas propriedades, além de métodos e sistemas de irrigação que sejam eficientes, reduzindo o consumo.

A reunião também teve por finalidade propor a estruturação de um trabalho unificado entre as instituições para que elas atuem de maneira mais organizada, eficiente e com a possibilidade de geração de um sistema de informações que sejam úteis a todos os parceiros.

Uma das possibilidades é a criação de um sistema de informações que realize mapeamentos mais precisos do Estado, permitindo que o agricultor acesse, por exemplo, dados agrometeorológicos (área que estuda as causas e efeitos da meteorologia no meio rural e na produção agrícola) e agroclimáticos (relação entre clima e produção agrícola). Com mais informações, o agricultor poderá se planejar e se precaver das condições climáticas desfavoráveis que possam prejudicar a sua produção.

Para o secretário de Agricultura, Paulo Foletto, é o começo de uma iniciativa que irá discutir as melhores opções de uso do recurso hídrico.

“A pedido de um grupo que trabalha na agricultura capixaba, mais exclusivamente com o café, trouxemos para a Seag todos os agentes do Governo que atuam na questão hídrica, para discutir sua utilização. É um processo inicial de colaboração entre Governo e sociedade civil para que a água seja melhor discutida e que possamos descobrir novos modelos de gestão”, afirmou.

Para o presidente do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) e do Centro de Desenvolvimento Tecnológico do Café (Cetcaf), Bento Venturim, a reunião possibilita esclarecer o trabalho que cada entidade realiza para a solução da questão hídrica.

“A reunião era um pedido de pessoas que querem contribuir com a agricultura do Espírito Santo e ouvir dos órgãos o que o Estado está fazendo, quais são os projetos que já existem. Assim, esse grupo poderá identificar aquilo que tem condições de ajudar. E existem várias coisas sendo feitas que a gente às vezes nem tem conhecimento. Hoje vimos todo mundo conversando, colocando seus problemas e possibilidades”, disse.

Participaram da reunião representantes das seguintes instituições:

Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB/ES); Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes); Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama), Sistema Geobases; Insituto Jones dos Santos Neves (ISJN); Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa, Companhia Espírito-Santense de Saneamento (Cesan); Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper); Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf); Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh); Centro de Desenvolvimento Sustentável e Capacitação em Agroecologia (Ceagro); Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea/ES); Centro do Comércio de Café de Vitória (CCCV); e Sindicato do Comércio de Café em Geral do Estado do Espírito Santo (Sindcafé).