GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
ESCOLHA SUA CIDADE 17 DE JANEIRO DE 2017

 

Marechal Floriano » Cultura

Marechal Floriano, 23/12/2016

Presépios enfeitam casas, igrejas e vilas em Marechal Floriano

 

Foto: PMMF

 

O Presépio, a representação do nascimento de Jesus, é montado todo ano em casas, igrejas, lojas e em vários locais que celebram o Natal, no mundo todo. Mas a arte de montar um presépio não depende só de talento. É preciso ter amor e carinho, que são fundamentais para dar um toque especial a cada ano. 

E esses dois ingredientes, junto com muita dedicação, é que fazem Rogério Brambilla – morador de Santa Maria de Marechal, distrito de Marechal Floriano – estar à frente da montagem do Presépio da Igreja de São José há 20 anos.

“Comecei bem pequeno, aos quatro anos, ajudando à senhora Therezinha Canal Busato a fazer o presépio da igreja. Mas foi somente em 1996 que assumi a responsabilidade de montar o presépio sozinho. Este ano, completei 20 anos fazendo esse trabalho voluntário para a comunidade. Gosto muito dessa época e me dedico bastante para que, a cada ano, fique ainda mais bonito. Agradeço muito à Comunidade de Santa Maria de Marechal por depositar em mim a confiança de fazer esse trabalho, que gosto tanto”, explica Rogério Brambilla.

Usando areia, pedras, galhos secos, pinhões, musgo e bromélias, Rogério vai criando e montando a cena que retrata o nascimento de Jesus. Além disso, uma bela árvore de Natal de pinheiro natural completa a decoração natalina da Igreja de São José. Do lado de fora, a igreja ganhou iluminação especial, e as árvores estão decoradas com milhares de luzinhas e refletores coloridos.
 
Tudo enfeitado na Vila dos Ipês
 

Na Vila dos Ipês, também em Santa Maria de Marechal, também foi montado um presépio muito criativo: A cena do nascimento de Jesus foi retratada dentro de uma Kombi. A ideia surgiu porque o veículo ficava sempre parado no mesmo lugar. “Conversamos com o dono  e pedimos a ele para montarmos o presépio dentro da Kombi. E o resultado foi esse. Está fazendo o maior sucesso”, conta Maria Aparecida Rodrigues, moradora da Vila.
 

E não parou por aí: Um beco que era cheio de lixo e entulho, agora se transformou na Vila do Papai Noel. Com material reciclável, peças e pisca-piscas doados pela comunidade e muita força de vontade, o local virou a atração da Vila dos Ipês.

“Quero agradecer a todas as pessoas que nos ajudaram com as doações. Muita gente doou o seu tempo e o seu trabalho para a montagem da Vila do Papai Noel. Foi um trabalho feito com muita dedicação e união de todos”, diz Aparecida.
 

No distrito de Araguaia, a praça, a Estação e a Casa do Nonno ganharam os já tradicionais enfeites natalinos, além de um belo presépio. Uma enorme árvore de Natal dá um toque especial à decoração.

Saiba mais sobre o significado do Presépio de Natal
 
O termo Presépio vem do latim praesaepe, com o significado de estrebaria, curral, estábulo. Foi num destes espaços que nasceu a figura, real e histórica, conhecida com o nome de Jesus. Não foi porque a sua mãe e o seu pai – José e Maria – tivessem escolhido aquele lugar para o menino nascer, mas foi o único que lhes foi concedido.

O Presépio é uma das representações mais singelas do nascimento de Jesus Cristo. Procura resgatar a importância e magnitude daquele momento, ao mesmo tempo em que nos lembra a forma simples e humilde em que se deu o nascimento. A presença do menino Deus naquele estábulo, ao lado de seus pais – tendo por testemunhas os pastores e os animais e recebendo a visita dos Reis Magos, guiados à gruta pela estrela de Belém – mostra a grandeza e a onipotência de Deus, representada na fragilidade de uma criança.

Esta representação foi criada por São Francisco de Assis em 1223. Ele, em companhia de Frei Leão e com a ajuda do senhor Giovanni Vellina, montou em uma gruta da floresta na região de Greccio, Itália, a encenação do nascimento de Jesus. Na época, já havia 16 anos que a Igreja tinha proibido a realização de dramas litúrgicos nas Igrejas, mas São Francisco pediu a dispensa da proibição, por querer muito lembrar ao povo daquela região a natividade e o amor a Jesus Cristo. O povo foi convidado para a missa e, quando as pessoas chegaram à gruta, encontraram a cena do nascimento vivenciada por pastores e animais.

São Francisco morreu três anos depois (03/10/1226), mas os Frades Franciscanos continuaram a representação do Presépio utilizando imagens.

No Brasil, a cena do Presépio foi apresentada pela primeira vez aos índios e colonos portugueses em 1552, por iniciativa do jesuíta José de Anchieta, hoje São José de Anchieta. Em 1986, São Francisco de Assis passou a ser considerado o Patrono Universal do Presépio.

Fonte: AssCom/PMMF

 

 



 

 

​Paróquia São Sebastião adia sorteio de carro em Afonso Cláudio

''​Grande Dia do Decreto'' na Igreja Universal em Marechal Floriano no fim do mês

Secretaria de Cultura e Turismo promove encontro para apresentar novidades da Sommerfest 2017

 





GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
Termo de Uso | Política de Privacidade | Anúncios Publicitários | Contatos

© 2009 Montanhas Capixabas - Todos os direitos reservados