GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
ESCOLHA SUA CIDADE 20 DE JANEIRO DE 2017

 

Estado » Agronegócio

Estado, 13/11/2016

Campanha da Febre Aftosa é lançada: meta é de vacinar 2,2 milhões de animais

 

Foto: Julio Huber

 

Julio Huber

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Estado, realizada pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), foi lançada durante o I Congresso Brasileiro de Pecuária Bovina e o VIII Congresso Capixaba de Pecuária Bovina, no Cine Teatro da Universidade Vila Velha (UVV). Nesta fase – que teve início no último dia 1º e que prossegue até 30 de novembro – deverão ser vacinados todos os bovinos e bubalinos (búfalos) – independente da faixa etária – envolvendo aproximadamente 2,2 milhões de animais em 32 mil propriedades.

Participaram da solenidade o governador Paulo Hartung; o secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto; o diretor-presidente do Idaf, Júnior Abreu; o diretor-presidente do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Marcelo Suzart; além de outras autoridades e representantes da cadeia produtiva da pecuária bovina.

Hartung destacou a importância da vacinação contra a febre aftosa para que a cadeia pecuária se desenvolva em nosso Estado. "A agropecuária em nosso estado tem importância permanente e estabilizadora do ponto de vista social e econômico. Na grande maioria dos municípios a atividade principal é agrícola. Assim, precisamos sempre trabalhar para fomentar o desenvolvimento de todas as cadeias. Com a pecuária capixaba não é diferente, precisamos investir nas ações que garantem a qualidade do nosso rebanho e que permitem àqueles que cuidam dele (academia, alunos e setor produtivo, órgãos governamentais) espaços para formação de capital humano, pois isso representa competitividade. Precisamos avançar e dar homogeneidade para, consequentemente, possibilitar mais renda aos produtores capixabas”.

O diretor do Idaf, José Maria Abron, ressaltou a importância da campanha e disse que com a ampliação da campanha irá pleitear junto ao Ministério da Agricultura, para que o Espírito Santo tenha o status de livre da doença, mesmo sem a vacina.

"A vacinação contra a febre aftosa é muito importante para que se mantenha a sanidade animal e para que o nosso rebanho continue livre da doença. Além disso, ela é fundamental para garantir a qualidade dos produtos capixabas da bovinocultura que são exportados para o Chile, União Europeia, entre outros locais do mundo. Esperamos que com a ampliação da cobertura, o Espírito Santo consiga o selo de livre da doença sem a vacina. Atualmente nós já possuímos o selo de livre, mas com a vacinação”. 

O secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, explicou sobre a importância do setor pecuarista para o agronegócio e para a economia capixaba. Segundo ele, ainda existem muitos desafios que envolvem tanto a pecuária de leite como a de corte no Espírito Santo, mas a mobilização dos produtores, das instituições públicas e privadas e dos pesquisadores irá contribuir para transformar esse setor nos próximos anos.

 “A pecuária de leite envolve 16 mil produtores de base familiar e responde por mais de 30 mil empregos diretos e 25 mil indiretos. O Governo vem trabalhando para promover o desenvolvimento da cadeia no Estado, por meio de cursos de capacitação, workshops, isenção de impostos sobre insumos para alimentação dos rebanhos, com editais de pesquisas para a área, e agora também com o programa de Bovinocultura Sustentável, que será coordenado pelo Incaper. Esperamos que com essas ações a produtividade por área e por animal cresça, e que os produtores rurais consigam aumentar a renda e melhorar a sua própria qualidade e de suas famílias”, contou Octaciano.

A vacinação é obrigatória, justamente para manter o Estado longe da doença. O produtor que descumprir a determinação pode pagar multa por cada animal não imunizado, além de ficar impedido de transitar seus animais. O último registro da doença foi em 1996 e, desde 2001, o Estado é reconhecido internacionalmente com o status de livre com vacinação.

Após a compra da vacina, é importante que o pecuarista siga as normas de transporte, manutenção, higienização e aplicação para não comprometer a qualidade do produto. De acordo com coordenador no Idaf, do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa, José Dias Porto Júnior, é importante que as vacinas sejam transportadas em isopor de tamanho adequado, com gelo em quantidade suficiente e que sejam conservadas na temperatura correta, de 2ºC a 8°C, até o momento da aplicação. “Outra recomendação é substituir a agulha a cada dez animais vacinados e limpar seringa e agulhas no início e ao final do procedimento, fervendo-as e guardando-as limpas e secas”, explicou o médico veterinário.

Cobertura vacinal
 

Na segunda etapa da campanha em 2015, foram imunizados mais de 2,1 milhões de animais, em aproximadamente 31 mil propriedades. Esse índice corresponde a 98,34% dos bovinos e bubalinos do Espírito Santo.

Os municípios com maior rebanho atualmente são Ecoporanga (239.493 animais), Linhares (145.288) e Montanha (117.490). 

Atualização do rebanho

Durante a campanha, os produtores também devem informar os nascimentos e as mortes de animais ocorridos na propriedade, desde a última atualização do rebanho realizada. O registro pode ser feito no escritório do Idaf ou pela internet, por meio do Sistema de Integração Agropecuária (Siapec). “Essas informações são essenciais para que o órgão de defesa sanitária animal, que no Espírito Santo é o Idaf, possa planejar as medidas de mitigação de risco de ocorrência da enfermidade”, explicou o veterinário Porto Júnior.

A comprovação da vacinação é obrigatória e pode ser feita pela internet (até 30 de novembro) ou nos escritórios do Idaf (até 10 de dezembro). Para a comprovação on-line é preciso comparecer previamente ao escritório do Instituto para obter login e senha de acesso ao Siapec, caso ainda não possua. Para consultar o endereço do Idaf em sua cidade, acesse o site www.idaf.es.gov.br, clique no menu “Contato > Telefones Idaf” e, no mapa, escolha o município de interesse.

 

 



 

 

Terra Nova Agrícola expande loja em Santa Maria de Jetibá

Safra de café tem produção recorde de 51,37 milhões de sacas

Importação de café poderá ser definida em janeiro, após levantamento de estoque

 





GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
Termo de Uso | Política de Privacidade | Anúncios Publicitários | Contatos

© 2009 Montanhas Capixabas - Todos os direitos reservados