GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
ESCOLHA SUA CIDADE 22 DE JANEIRO DE 2017

 

Gastronomia

Histórico

 

 

07/01/2013

Para refrescar este verão!

 

 

 
O verão chegou, como se diz na gíria, “bombando”! As altas temperaturas e o sol que temos que enfrentar no dia a dia nos levam a tomar alguns cuidados fundamentais para que não soframos suas consequências, como desidratação, insolação, queimaduras e, até, o famigerado câncer de pele.
 
A hidratação constante, uma alimentação leve e saudável, bem como a utilização constante de protetor solar, ajudam a evitar estes problemas.
 
Vou aproveitar para deixar algumas ideias e sugestões que irão contribuir, de forma mais saborosa, para superarmos as dificuldades encontradas com o calor destes dias de sol. A começar pela simplicidade de uma água saborizada, seja com rodelas de limão ou de laranja, com fatias de morangos frescos ou kiwi, ou o que mais lhe apetecer, como folhas de hortelã, desde que seja numa jarra de vidro com bastante gelo. E não nos esqueçamos daquela que já vem com sabor diretamente da natureza: a água de côco!
 
 
Também os sucos, preparados com a própria fruta ou com sua polpa congelada, tem o seu lugar ao sol, sem trocadilhos. Como vivemos num país tropical, a diversidade delas é tamanha que podemos ter dificuldades até de escolher um sabor... E, ainda, se estivermos no sul, encontraremos diversas qualidades que não encontramos no norte ou nordeste, mas que todas podem nos proporcionar refrescantes opções!
 
E mais: podemos prepará-los com um só sabor ou, então, misturar duas ou mais frutas, de acordo com nossa vontade, que com certeza teremos resultados sensacionais! 
 
Agora é a vez dos “smoothies” (fala-se “ismutis”, e significa macio, em inglês), as deliciosas misturas de sucos de frutas, verduras, iogurtes, sorvetes e muitos outros ingredientes, que podem variar desde macadâmias até folhinhas de hortelã, dependendo do gosto e da criatividade de cada um: crie o seu e assine embaixo!
 
 
Uma boa opção, também bastante refrescante, é o chá gelado. Podemos prepará-lo com os variados sabores que encontramos em sachês no mercado ou, ainda, adicionarmos, depois de pronto, um pouco de suco de limão ou um raminho de hortelã. 
 
A moda dos cafés gelados parece que chegou para ficar. Nas cafeterias encontramos diversas receitas, algumas contendo sucos, outras com refrigerantes e, também, com sorvetes! Apesar deste hábito ainda não estar arraigado, já existem vários adeptos por aqui. Vale a pena experimentar!
 
 
Passemos, então, às opções com um pouquinho de álcool, para serem bebidas com moderação, já que ele nos desidrata se consumido em excesso. As mais pedidas são, sem sombra de dúvida, a cerveja (ou o chopp) e o vinho branco. Como ambos devem ser saboreados bem gelados, assim como os espumantes (champagne, prosecco, cava), são companheiros no verão.
 
Devemos tomar cuidado com os “tira-gostos” com os quais gostamos de acompanhá-los, pois, geralmente, são calóricos e exigem uma ingestão maior de líquidos para os digerirmos!
 
 
Eu gosto muito de preparar e de degustar um “Clericot” (lê-se clericô). É uma mistura de vinho branco, frutas picadas e bastante gelo. Algumas pessoas colocam também um pouco de açúcar, mas eu acho desnecessário, para que o sabor das frutas seja ressaltado.
 
Assim como nas caipirinhas, que atualmente transformaram-se em “caipiuvas”, “caipimorango” e muitas outras caipifrutas: sem açúcar ou adoçantes os sabores naturais das frutas ficam muito mais acentuados.
 
 
Temos que pensar, também, na alimentação, e não só nos líquidos! As saladas são o “carro-chefe” dos verões, sem sombra de dúvida. Peguem algumas folhas frescas, palmito, verduras, legumes cozidos ou crus, milho verde, ervilhas, misture-os, reguem com um bom azeite, um pouquinho de sal, gotas de suco de limão e pronto: aí está um prato que, além de alegrar os olhos, por seu colorido, vai alimentar não só nosso corpo, mas também nossa alma.
 
Podemos, também, adicionar: peito de frango, atum ralado, azeitonas, pedaços de pão dormido embebidos em vinagre, massas tipo penne ou farfale cozidos, frutos do mar, como lulas, polvo, vôngoles ou camarões, sem esquecer dos tomates bem maduros!
 
Os molhos podem ser o tradicional vinagrete, composto por azeite, mostarda, vinagre e sal, uma suculenta maionese ou, mesmo, somente gotas de suco de limão, uma pitada de sal e de pimenta do reino moída na hora...
 
 
Podemos variar o cardápio salgado, preparando sopas geladas, que são deliciosas: o “gaspacho”, de origem espanhola, e a “vichyssoise” (pronuncia-se vichissoase), francesa. Para fazer a primeira, bata no liquidificador tomates, cebola e pepino (algumas receitas usam pimentão), além de miolo de pão de forma branco e vinagre. Tempere com sal a gosto, coe e ponha na geladeira até a hora de servir, enfeitando por cima com cubinhos de pepino e regando com um bom azeite.
 
A segunda é preparada com alho poró e batatas cozidas, liquidificados com caldo de galinha e creme de leite fresco, temperada com sal e noz moscada. É recomendado, também, coá-la antes de guardar na geladeira. Quando for servir, decore com um raminho de salsinha.
 
 
Se o tema é “refrescar” e “verão”, impossível não pensar nos sorvetes, claro! Quer algo mais refrescante do que um picolé? Ou uma casquinha com umas bolas de sorvete de frutas? Na realidade, além de podermos desfrutar diretamente dos sabores, da textura e da refrescância deles, também há outras maneiras de aproveitá-los. Querem ver como?
 
Uma torta, ou bolo, se preferir... Podemos já comprá-los prontos, de grandes fabricantes ou artesanais, ou podemos nós mesmos preparar. Para a torta: forre uma forma com uma mistura úmida de biscoitos maisena triturados e doce de leite pastoso, cubra com o sorvete de sua preferência, leve ao congelador por aproximadamente duas horas e ela estará pronta!
 
Já para o bolo, é só preparar a receita de sua preferência (de chocolate ou baunilha, por exemplo) deixar esfriar, dividir ao meio e, sobre uma fatia espalhar um sorvete um pouco descongelado, que irá servir de recheio, então cobrir com a outra metade do bolo e levar para o freezer por umas duas horas, ainda na forma. Quando for servir, deixe fora do congelador até conseguir desenformá-lo, enfeite com sua criatividade e faça a alegria de todos! 
 
 
Para encerrar, não custa repetir: para enfrentar este verão, beba muito líquido, vá à praia entre as 7 e as 10 horas da manhã, não se exponha em demasia ao sol e aproveite, porque são somente três meses por ano! Até a próxima!
 

 

 

 

 

Lenize

12/01/2013
10h46

Mário, seu excelente artigo chegou bem na hora pois com a sensação térmica aqui no Rio a 50º, ajudou a refrescar. Júlia vai ganhar as receitas preparadas com sorvete. Um grande abraço.


Reportar abuso

JAMIL LETAIF

31/01/2013
17h00

Mário gostaria de te parabenizar pela excelente abordagem do assunto. Você conseguiu exprimir, de maneira muito simples e direita, todas as possibilidades e "gostos". Foi muito prazeroso ler. Devo confessar que aprendi muito contigo. Me deu água na boca.


Reportar abuso

 

 
2016 (1)
 

Maio (1)

 

 

» Sem tempero não dá!...

2015 (4)
2014 (3)
2013 (6)
2012 (12)
2011 (12)
2010 (15)

 





GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
Termo de Uso | Política de Privacidade | Anúncios Publicitários | Contatos

© 2009 Montanhas Capixabas - Todos os direitos reservados