GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
ESCOLHA SUA CIDADE 21 DE JANEIRO DE 2017

 

Gastronomia

Histórico

 

 

25/03/2010

Gastronomia para os pequenos

 

 

 

 

  

Provavelmente muitas crianças nem tenham ouvido falar esta palavra ou, se a ouviram, talvez não saibam seu significado, que é a “ciência que estuda o estômago”. Isto não importa, mas sim que as crianças se alimentam e sabem, muito bem, o que para elas é gostoso ou não.

 

Penso que é desde cedo, na primeira idade, quando os bebês tomam as primeiras “papinhas”, que começa seu aprendizado relativo à gastronomia. Os sabores, as combinações dos gostos, as sensações do doce e do salgado, do azedo e do amargo, trazem várias informações que são assimiladas e utilizadas como referências para os dias futuros.

 

Por que, então, não ter esta visão “gastronômica” para com os pequenos? É público e notório que as crianças são influenciadas pelos exemplos dos mais velhos, mais experientes. Uma alimentação mais saudável, com mais qualidade, pode e deve passar pelas técnicas desenvolvidas para um melhor aproveitamento dos nutrientes disponíveis nos alimentos, sejam eles de origem animal ou vegetal.

 

A gastronomia pretende isto: aliar eficiência e saúde ao prazer de uma saborosa alimentação. A maior das preocupações deve ser com a qualidade das matérias primas a serem empregadas, assim como com as condições de higiene e sanitização dos ambientes onde são feitas as preparações e dos equipamentos utilizados: estas são as premissas básicas para um desenvolvimento saudável dos meninos e meninas.

 

Não devemos nos esquecer dos excessos, que tantos transtornos e doenças, como a obesidade, estão trazendo ao público infantil. Os distúrbios e conseqüências já conhecidos estatisticamente são extremamente perigosos.

 

Assim, gostaria de deixar uma mensagem para todos os pais e educadores, que ainda não vêem a gastronomia como uma aliada, pois não temos a certeza se ela é uma ciência ou uma arte. O importante é que ela está aí para ajudar e para participar da felicidade de cada um.

 

Já dizia minha bisavó: “Mais vale um gosto do que dois vinténs”!

 

 

 

 

 

 

Rosa Maria Senna Melo

26/03/2010
09h01

Gostei da iniciativa e da reportagem. É esclarecedora e também motivadora. Penso que é um dos caminhos para auxiliar na formação integral de nossos pequeninos pois uma alimentaçao correta inicia desde o útero materno ou mesmo antes da concepeção, porém nunca é tarde para começar. Iniciativas como esta propicia a partilha do conhecimento específico para todos Parabéns Mário pela sua visão solidária.


Reportar abuso

Margareth

26/03/2010
14h04

Interessante a sua colocação. Parabéns!


Reportar abuso

Davi Kunder

26/03/2010
19h43

Muito bom seu comentário, Mario! Realmente nossos pequeninos merecem atenção especial também no aspecto gastronômico, especialmente que nós pais temos colaborado para aumentar a cada dia a obesidade infantil simplesmente pela nossa incapacidade de dizer não e pela nossa incompetência em fazer coisas gostosas e saudáveis ao mesmo tempo.


Reportar abuso

Joel Guilherme Velten

11/04/2010
13h20

Boa tarde meu amigo Mario, Quanta coisa boa se aprende em sua coluna. Parabéns! Vc sabia que na Alemanha gastronomia é um assunto muito importante? Dizem que os melhores cozinheiros do mundo são os franceses, mas os alemães têm o seu lugar também.Muitas receitas conheço desde a infância. Tenho até saudades dos pratos salgados e doces que minha mãe fazia à exemplo do que as vovós também faziam. Até havia um ditado assim: "Das hat die vovó(Grossmutter ou Oma) schun so gemacht".( A vovó também fazia assim)Aqui em Campinho era comum e ainda hoje ,misturar algumas palavras portuguesas ao diálogo em alemão.Muitas vezes fica até engraçada esta mistura de línguas. Existe também um provérbio no meio alemão que diz assim: " a moça conquista um bom marido através do estômago". Com vc deve ter sido o contrário. Mário ,tenho várias receitas da cozinha alemã trazida pelos imigrantes e também algumas histórias. Venha à Casa da Cultura ou a minha residência para um gute Kaffee e um bom papo.


Reportar abuso

 

 
2016 (1)
 

Maio (1)

 

 

» Sem tempero não dá!...

2015 (4)
2014 (3)
2013 (6)
2012 (12)
2011 (12)
2010 (15)

 





GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
Termo de Uso | Política de Privacidade | Anúncios Publicitários | Contatos

© 2009 Montanhas Capixabas - Todos os direitos reservados