GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
ESCOLHA SUA CIDADE 22 DE JANEIRO DE 2017

 

Gastronomia

Histórico

 

 

29/06/2010

A tradição da culinária alemã

 

 

 
 
Com a chegada dos primeiros imigrantes alemães a Domingos Martins, vieram, também, obviamente, suas tradições culturais, como a música, as danças e a culinária. Já que as regiões (Brasil e Alemanha) são totalmente diferentes, em termos de clima, fauna e flora, eles tiveram que adaptar-se ao que encontravam aqui.
 
Um bom exemplo disto é o pão caseiro, o “Brot”. Como por estas bandas não era fácil encontrar trigo e centeio, passaram a utilizar o fubá, a batata doce e o cará. E a receita do “Brot” com estes ingredientes é preparada até hoje! Já experimentou?
 
Outras deliciosas preparações culinárias, como o “kassler” (bisteca de porco defumada), o “eisbein” (joelho de porco defumado), e as “würst” (salsichas), sempre acompanhados da tradicional salada de batatas e do chucrute, podemos encontrar em alguns restaurantes da cidade, como a “Adega Kase & Wein”, o “Fritz Frida” e o “Grossmutter”.
 
 
  
Mas a culinária alemã não se resume somente a estes pratos. Ela é riquíssima e muito diversificada. Podemos citar os “schnitzel”, que são pequenos bifes de carne de porco ou de boi empanados com farinha de rosca e fritos, servidos acompanhados de “knoedeln”, pequenos bolinhos de massa cozidos e cobertos com molho a base de creme de leite. Ou os “frikadellen”, pequenos bifes preparados com carne de porco moída e misturados à cebola picada e outros temperos, como se fossem hamburguers, também fritos e servidos com salada!
  
A cozinha alemã também possui uma vasta diversidade com a preparação de peixes, o que aqui não acontece, quem sabe por causa da pequena oferta nas cidades serranas do nosso Estado, ou porque os preços não são nada convidativos. Uma receita de salmão cortado em cubos e depois fritos em manteiga, salpicados de páprica e cobertos por um molho à base de creme azedo e vinho branco é de dar “água na boca”!
 
E o que dizer das sobremesas! A mais conhecida delas, o “apfelstrudel”, preparada com massa folhada recheada com compota de maçãs e uvas passas, servida com creme azedo ou com sorvete de creme... meu Deus do céu! Uma versão “abrasileirada” já foi criada: é o “strudel” de bananas, igualmente deliciosa! Não posso deixar de citar mais uma maravilha: a “cuca de farofa”, carro chefe nas cidades do sul do Brasil onde a população também é de origem germânica.
 
Bom, meu objetivo, aqui, é despertar a todos sobre a culinária alemã. Os imigrantes alemães e seus descendentes não me deixam mentir: poder saborear estas delícias é um privilégio! Pena que não tenhamos muitas oportunidades... Pelo menos por enquanto. Quem sabe a partir de agora este cenário muda?
 

 

 

 

 

 

 
2016 (1)
 

Maio (1)

 

 

» Sem tempero não dá!...

2015 (4)
2014 (3)
2013 (6)
2012 (12)
2011 (12)
2010 (15)

 





GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
Termo de Uso | Política de Privacidade | Anúncios Publicitários | Contatos

© 2009 Montanhas Capixabas - Todos os direitos reservados