GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
ESCOLHA SUA CIDADE 21 DE JANEIRO DE 2017

 

Palavra Crônica

Histórico

 

 

13/08/2014

Todas as formas de amor

 

 

"Ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal de soa ou como o sino que tine."
 
(1ª Epístola de São Paulo aos Coríntios)
 
Um homem e uma mulher postam uma foto, lado a lado, sorrindo, em uma rede social. Na legenda, a frase: "amor antigo". Namorados? Amantes? Marido e mulher? Se você achou muito provável que sim, querido leitor, você acaba de errar. Em tempo: o homem era eu e a mulher uma amiga, ex-professora e, hoje, colega de trabalho. Tudo começou por conta de uma "selfie" que resolvi fazer, para testar um celular novo, com essa amiga. Foi um rebuliço tão grande... Não entendo por quê. Será que homens e mulheres não podem ser amigos? Será que as pessoas não entendem que a amizade também é uma forma de amor?
 
Se não estou enganado, a língua grega, precisa nessa questão, tem três palavras para "amor": "eros", "filos" e "ágape". O primeiro seria um amor mais carnal, mais envolvente (daí as palavras "erótico", "erotismo"); o segundo seria um amor de amigo (daí o sufixo "filia", de afinidade, como "francofilia", ou afinidade com as coisas francesas); e o terceiro seria o amor da alma, num sentido mais moderno, mais atual. Ao contrário, o francês mistura tudo num verbo só: aimer. Por isso que a língua de Molière é chamada língua do amor: gostar e amar é a mesma coisa. O português, no entanto, resolveu categorizar em dois (amar/gostar). E talvez seja por isso que as pessoas não entendam a sutileza da coisa. Porque, no fundo, amar e gostar é tudo igual. O que diferencia um e outro é apenas a intensidade. Ou a intenção. Só isso.
 
Digo isso porque, apesar de estarmos no Século XXI, percebo como as pessoas ainda têm dificuldade para amar. Ou medo, mesmo. Para os exaltadinhos de plantão: não estou defendendo uma ou outra posição, nem querendo enfiar nada goela abaixo de ninguém. Amor não é conquista. Como diria Camões, amor é "fogo que arde sem se ver". É uma das duas coisas que, quanto mais a gente divide, mais a gente tem. A segunda é o conhecimento. Se bem que amar e conhecer estão muito próximos. Tanto que quem desconhece não ama. Por isso o preconceito e o ódio andam de mãos dadas. E como tenho visto isso por aí... Pessoas que se apegam a dogmas, a preceitos religiosos, a preconceitos para justificar sua ignorância e, por conseguinte, seu ódio.
 
Lembro-me de um clipe da banda estadunidense de hard rock Van Hallen, da música I can't stop loving you ("Não consigo parar de amar você", em tradução livre). Engraçado me lembrar justamente disso, com tantas obras, tantos clássicos e tratados sobre o assunto. Mas acho que o diretor do vídeo foi extremamente feliz na escolha das imagens. No clipe, enquanto a música rola, dá pra se ver, nitidamente, (quase) todas as formas de amor: amor entre um homem e uma mulher; entre dois homens; entre duas mulheres; entre pais e filhos; entre amigos; entre animais humanos e os outros animais; amor pelos que se foram... enfim, tantas, durante os aproximados quatro minutos de música, que eu lhe pergunto, caro leitor: você já parou pra pensar de quantas maneiras a gente pode amar alguém?
 
Minha amiga e eu continuamos nos amando, de montão! Caso passado, começamos uma conversa "inbox", para rirmos do assunto. Coisa de quem se ama.  Afinal, a maior prova de amor que um discípulo pode dar ao seu mestre é seguir seus caminhos. Foi o que fiz. E eu amo o que faço. Bem como amo a Deus, a minha família e, claro, os meus amigos. Não tenho medo de dizer que amo. Nem vergonha. Vergonha teria se eu não soubesse que todas as formas de amor importam.
 

 

 

 

 

Antonio Neto

16/08/2014
14h25

Excelente reflexão!


Reportar abuso

 

 
2017 (1)
 

Janeiro (1)

 

 

» A bagagem de ano novo...

2016 (19)
2015 (20)
2014 (11)

 





GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
Termo de Uso | Política de Privacidade | Anúncios Publicitários | Contatos

© 2009 Montanhas Capixabas - Todos os direitos reservados