GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
ESCOLHA SUA CIDADE 22 DE JANEIRO DE 2017

 

Vida Saudável - Dicas de Saúde

Histórico

 

 

30/09/2010

Anabolizantes e jovens

 

 

 
O uso de anabolizantes tem provocado uma série de discussões tanto em encontros científicos, como na sociedade em geral. São drogas que apresentam, em maior ou menor intensidade, ações que mimetizam àquelas encontradas no principal hormônio esteróide produzido pelo organismo: a Testosterona. 
 
O que chama mais a atenção, por ter seu uso intensamente disseminado, com destaque entre os jovens, são os esteróides anabolizantes. A busca por um corpo perfeito e bem delineado muscularmente atrai adolescentes, particularmente quando adeptos de academias de ginástica. Não se trata de condenar essas academias.
 
De qualquer forma, as constantes denúncias que são feitas e apresentadas pelos órgãos de comunicação, principalmente quando envolvem atletas olímpicos ou não, merecem todo o cuidado, pois os efeitos negativos e deletérios dessas substâncias já são bem conhecidas no meio médico. 
 
É claro que existem condições clínicas em que o uso de anabolizantes está perfeitamente indicado para algumas doenças que têm caráter consumptivo, situações em que o desenvolvimento ponderoestatural está insuficiente, com entidades mórbidas nas quais se faz necessário aumento de massa magra, entre outros.
 
No entanto, o uso disseminado em pessoas totalmente sadias provoca problemas imediatos e futuros. Dentre as principais reações encontramos a calvície, hipertrofia prostática, acne, hipertensão arterial, limitações do crescimento estatural, aumento do colesterol, ginecomastia cefaléia, impotência, esterilidade, insônia, toxidade hepática, problemas de tendões e ligamentos, distúrbios menstruais, perfil psicológico de agressividade, etc. 
 
Pelo exposto, cuidados especiais devem ser tomados ao ser indicado o uso de anabolizantes, tendo sempre em mente que a consulta médica é indispensável e obrigatória a fim de se evitar danos futuros. 
 
A busca da força e da massa muscular tem aumentado o uso dos esteróides anabolizantes nas suas mais diversas apresentações. Os mais utilizados são os orais e os injetáveis, mas também são encontrados sob a forma de cremes, supositórios, selos de fixação na pele e sublinguais. 
 
Certas pessoas ultrapassam limites e chegam a fazer uso de drogas de uso exclusivamente veterinário; os maléficios a longo prazo estão sendo estudados e as preocupações são crescentes. Aparecimento de tumores, de insuficiência cardíaca e de hipertensão arterial estão se tomando frequentes. 
 
Em algumas situações, ao parar o esteróide, além da diminuição da massa muscular e do aparecimento de problemas ligados à sexualidade (impotência, diminuição da libido, infertilidade, queda de pelos sexuais, etc), a sintomatologia dependerá da quantidade e do tipo de esteróide utilizado. 
 
Em suma, anabolizantes podem e devem ser utilizados em situações específicas; já no indivíduo normal seu uso poderá acarretar sérios danos à saúde e poderá deixar seqüelas. O acompanhamento médico é sempre necessário e é desaconselhável seu uso de forma indiscriminada tal qual hoje se assiste.
 

 

 

 

 

 

 
2016 (13)
 

Setembro (1)

 

 

» O diagnóstico de câncer d...

 

Agosto (1)

 

 

 

Julho (1)

 

 

 

Junho (3)

 

 

 

Maio (1)

 

 

 

Abril (2)

 

 

 

Março (1)

 

 

 

Fevereiro (2)

 

 

 

Janeiro (1)

 

 

2015 (12)
2014 (12)
2013 (8)
2012 (5)
2011 (10)
2010 (7)

 





GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
Termo de Uso | Política de Privacidade | Anúncios Publicitários | Contatos

© 2009 Montanhas Capixabas - Todos os direitos reservados