GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
ESCOLHA SUA CIDADE 20 DE JANEIRO DE 2017

 

Vida Saudável - Dicas de Saúde

Histórico

 

 

20/10/2014

Lavar as mãos pode salvar vidas

 

 

O simples ato de lavar as mãos várias vezes ao dia com água e sabão pode evitar inúmeros problemas de saúde, afinal, as mãos são os maiores transmissores de micro-organismos que existem. Pois esse cuidado é tão importante que até ganhou duas datas comemorativas: 15 de outubro, Dia Mundial de Lavagem das Mãos, e 05 de maio, Dia Mundial da Higienização das Mãos.

A data foi criada para alertar sobre a necessidade de incluir esse simples ato nos hábitos diários. Já que as mãos estão em contato direto com a boca, os olhos e o nariz, regiões suscetíveis à ação de vírus e bactérias, manter a sua higiene pode ter um alto impacto na saúde.

A infectologista do Hospital Meridional, Fabiana Carvalho Vieira, afirma que as mãos constituem o principal veículo de transmissão de doenças transmitidas pelo contato, tais como a gripe, diarreia, conjuntivite, dentre outras enfermidades. “É importante transformar a lavagem das mãos com sabão, de uma boa ideia a um comportamento automático e que faça parte da rotina nas casas, escolas e comunidades do mundo todo”, destaca.

De acordo com a organização Global HandWashing, o Dia Mundial foi criado com três objetivos principais: apoiar uma cultura global de lavagem das mãos com sabão, chamar a atenção dos governantes para a importância desta atividade e aumentar a conscientização sobre os seus benefícios.

Assim, nunca é demais repetir. A recomendação é sempre lavar as mãos nessas situações:

● antes do contato com olhos, nariz e boca;
● depois de tossir ou espirrar;
● antes e depois de entrar em contato com pessoas doentes e acamadas;
● depois de usar o banheiro;
● depois de manipular objetos potencialmente sujos ou contaminados;
● após entrar em contato com animais;
● antes de manipular ou consumir alimentos.

Profissionais que trabalham na área da saúde, por terem contato com pacientes e suas secreções, devem ser ainda mais exigentes nesse cuidado a fim de evitar a transmissão de infecções dentro do ambiente hospitalar. Além de cuidarem da própria saúde, incorporando a higienização das mãos no seu dia-a-dia, eles devem evitar a transmissão de microrganismos seguindo os “5 momentos da higienização de mãos” recomendados pela ANVISA:

● antes do contato com o paciente;
● antes da realização de procedimentos assépticos (ex.: pegar uma veia periférica para infusão de soro e medicamentos);
● após risco de exposição a fluidos corporais (ex.: sangue, urina, fezes, secreções respiratórias);
● após contato com o paciente;
● após contato com áreas próximas ao paciente.

Para que a higienização de mãos seja adequada deve-se utilizar água corrente e sabão tendo o cuidado de friccionar todas as áreas das mãos, ou seja, palma das mãos, dorso das mãos, entre os dedos, nas dobrinhas dos dedos, nas pontas dos dedos e nos punhos. O álcool em gel é um antisséptico que pode ser utilizado para higienizar as mãos, principalmente no ambiente hospitalar, desde que na ausência de sujidade visível nas mãos e na técnica adequada. 

Fonte: Mile4 Assessoria de Comunicação
 

 

 

 

 

 

 
2016 (13)
 

Setembro (1)

 

 

» O diagnóstico de câncer d...

 

Agosto (1)

 

 

 

Julho (1)

 

 

 

Junho (3)

 

 

 

Maio (1)

 

 

 

Abril (2)

 

 

 

Março (1)

 

 

 

Fevereiro (2)

 

 

 

Janeiro (1)

 

 

2015 (12)
2014 (12)
2013 (8)
2012 (5)
2011 (10)
2010 (7)

 





GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
Termo de Uso | Política de Privacidade | Anúncios Publicitários | Contatos

© 2009 Montanhas Capixabas - Todos os direitos reservados