GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
ESCOLHA SUA CIDADE 22 DE JANEIRO DE 2017

 

Vida Saudável - Dicas de Saúde

Histórico

 

 

05/05/2010

Tratamento ortodôntico em adultos

 

 

 

 

Muitas pessoas acreditam que aparelhos ortodônticos são apenas para crianças e jovens. Isso não é verdade, pois dentes saudáveis podem ser movimentados em qualquer idade. Muitos dos problemas ortodônticos podem ser corrigidos nos adultos com a mesma facilidade que em crianças ou adolescentes. A diferença está no crescimento, pois nos adultos já não se pode contar com ele, e no tempo de tratamento, que dependendo do problema, pode ser um pouco maior.

 

O tratamento ortodôntico, quando bem indicado, é de grande benefício aos adultos, principalmente àqueles que, durante anos, conviveram com problemas de oclusão. O tratamento ortodôntico restabelece uma boa função dentária e melhora a aparência do sorriso. É importante lembrar que um sorriso bonito, além de ser saudável, aumenta a auto-estima. Não importa a idade.

 

 

Qual a diferença entre o tratamento de adultos e o de jovens?

 

Crescimento - A maioria dos desvios entre os ossos pode ser corrigida na época de crescimento através do uso de aparelhos extra-orais ou de aparelhos funcionais. Esses aparelhos funcionam redirecionando o crescimento da maxila ou da mandíbula para uma relação mais favorável.

 

Nos adultos não se pode contar mais com o crescimento e a resolução de determinados problemas requer outras medidas. Por exemplo, em pacientes com a arcada inferior muito pequena e curta, que não se encaixa corretamente com a arcada superior, muitas vezes é necessário uma cirurgia (cirurgia ortognática) para estabelecer a correta relação entra as arcadas. A movimentação dentária, muitas vezes, não é suficiente para resolver diferenças ósseas muito grandes e a cirurgia ortognática torna-se uma valiosa alternativa para o tratamento.

 

Gengivas e ossos - É muito comum, em pacientes adultos, a presença localizada ou mesmo generalizada de problemas gengivais e ósseos. Nesses casos, o tratamento ortodôntico deve ser conduzido em conjunto com o dentista do paciente ou mesmo com um especialista em periodontia. Perdas ósseas podem limitar a quantidade e direção do movimento dentário.

 

Dentes restaurados, gastos ou perdidos - Como resultado de desgastes naturais, perdas precoces ou mesmo restaurações inadequadas, os dentes movimentam-se gradualmente. Essas características podem tornar o tratamento ortodôntico mais difícil, mas, por outro lado, ainda mais importante. O tratamento ortodôntico feito em conjunto com o reabilitador oral pode ser de grande valia no estabelecimento de posições dentárias mais adequadas, na abertura de espaço para a colocação de próteses e implantes ou mesmo no fechamento de pequenos espaços.

 

    

Antes do Tratamento                   Depois do Tratamento

 

 

 

 

 

 

 
2016 (13)
 

Setembro (1)

 

 

» O diagnóstico de câncer d...

 

Agosto (1)

 

 

 

Julho (1)

 

 

 

Junho (3)

 

 

 

Maio (1)

 

 

 

Abril (2)

 

 

 

Março (1)

 

 

 

Fevereiro (2)

 

 

 

Janeiro (1)

 

 

2015 (12)
2014 (12)
2013 (8)
2012 (5)
2011 (10)
2010 (7)

 





GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
Termo de Uso | Política de Privacidade | Anúncios Publicitários | Contatos

© 2009 Montanhas Capixabas - Todos os direitos reservados