GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
ESCOLHA SUA CIDADE 20 DE JANEIRO DE 2017

 

Vida Saudável - Dicas de Saúde

Histórico

 

 

19/02/2014

Segurar a urina pode trazer problemas graves

 

 

 

Muitas pessoas, especialmente as mulheres, têm o hábito de segurar a urina por muito tempo. A mania é bastante comum nos dias atuais, em que a correria predomina na maior parte do dia e, então, as pessoas ficam sempre prolongando o momento de ir ao banheiro até terminarem o que estão fazendo. O problema é que, mesmo parecendo um gesto inofensivo, ele pode trazer consequências para a saúde.

 
Segundo o nefrologista Rui Alberto Gomes, do Instituto de Nefrologia de Mogi das Cruzes, quem tem esse hábito está propenso a desenvolver infecção urinária, que pode piorar e até mesmo levar a uma doença renal. “Uma vez ou outra, quando não há banheiro por perto, por exemplo, não faz mal, mas a frequência é que é perigosa. As mulheres, principalmente, devem tomar mais cuidado. Como elas possuem a uretra (canal por onde passa a urina) mais curta do que a do homem, contraem infecção urinária com mais facilidade. O ideal, entretanto, para ambos os sexos, é não retardar a micção, urinando toda vez que sentir vontade”, adverte o médico.
 
Gomes salienta que a maioria das infecções urinárias, sobretudo a cistite (tipo mais comum da doença), não costuma ser grave e os quadros são relativamente simples de serem curados.Porém, se não forem tratadas adequadamente, podem atingir os rins, causando a pielonefrite(infecção no trato urinário que afeta quase todas as estruturas do rim). Quando isso acontece, a infecção passa a ser mais grave e exige assistência médica imediata, para um tratamento adequado e mais prolongado.
 
Quando o órgão é atingido, os sintomas comuns da cistite mudam (dor ao urinar e aumento do número deidas ao banheiro) e a pessoa passa a apresentar febre, dores na região lombar e calafrios.“Na pielonefrite, existe até mesmo o risco potencial de a infecção se generalizar pelo corpo, causando uma septicemia, trazendo risco de morte ao paciente; daí a importância do adequado e imediato tratamento”, explica Gomes.
 
O recomendado, de acordo com o médico, é sempre procurar um especialista ao sentir quaisquer sintomas diferentes no corpo.
 
 

 

 

 

 

 

 
2016 (13)
 

Setembro (1)

 

 

» O diagnóstico de câncer d...

 

Agosto (1)

 

 

 

Julho (1)

 

 

 

Junho (3)

 

 

 

Maio (1)

 

 

 

Abril (2)

 

 

 

Março (1)

 

 

 

Fevereiro (2)

 

 

 

Janeiro (1)

 

 

2015 (12)
2014 (12)
2013 (8)
2012 (5)
2011 (10)
2010 (7)

 





GERAL POLÍTICA POLÍCIA TURISMO CULTURA AGRONEGÓCIO ESPORTE SAÚDE CLASSIFICADOS EVENTOS GUIA COMERCIAL
BUSCA   
Termo de Uso | Política de Privacidade | Anúncios Publicitários | Contatos

© 2009 Montanhas Capixabas - Todos os direitos reservados